7 de ago de 2017

But I ain't got no brains in my heart.

Há poucos minutos descobri essa música do The White Bufallo e gostei muito.


Every single thought inside my head
Telling me that this old heart is dead
But I ain't got no brains in my heart
...

Every solitary bone inside of me
Telling me that it's my time to leave
But I ain't got no bones in my heart
...

Hearts aren't always red
They're black and blue
But I got you
...

The White Buffalo - I Got You (feat. Audra Mae)

4 comentários:

Andre Filipe Salesbram disse...

Olá! Quanto tempo! Nem sei lembra do meu blog, o Facing Hell!?

Faz alguns anos já que nada produzo e tinha inclusive desativado ele. Porém, num ataque de nostalgia melancólica extrema recriei o blog apenas para ler o que eu fui capaz de produzir num passado não muito distante... enfim, difícil seria não lembra da única leitora assídua daquela pocilga hahaha

Como você está? Percebi que não escreve mais com tanta frequência!

Enfim, só passei mesmo porque bateu uma curiosidade!

Até mais

Mariane Bach disse...

Oii, André!

É claro que lembro! Inclusive no início do ano eu fui para o Paraná (pela primeira vez) e fiquei pensando que os dois blogueiros com quem mantive contato por mais tempo (você e a Yasmin) são de lá.

Eu estou bem. Realmente, quase não publico nada. A gente muda muito com o passar dos anos, amadurece e algumas coisas vão perdendo espaço e sentido. Além da típica desculpa da falta de tempo, porque trabalhando e estudando fica difícil postar (geralmente, retomo o blog em períodos de férias).

Eu não excluí o blog ainda, pois para mim, também, bate aquela vontade de ler o que escrevia há tempos. E acho que bate mesmo uma saudade da pessoa que eu era, do tempo que eu tinha, das pessoas que convivia e etc. Coisas que não voltam. Embora eu prefira, sim, a minha versão de hoje. Enfim... Caramba, já estou fazendo uma análise de vida nesse comentário (viu o que dá perguntar "como você está?" hahaha).

Vou devolver na mesma moeda: como você está?

Abraço. Até mais!

Andre Filipe Salesbram disse...

Que legal!! Pra qual cidade você foi? Pra RS eu fui uma única vez quando criança para as famigeradas cidades de Gramado e Canela.

Fico feliz que esteja bem! E é fato, trabalhando fica difícil produzir esses textos. Imagine eu, advogado, que passo às vezes o dia todo lendo e escrevendo (coisas chatas para quem não gosta hahaha), enfim, isso consumiu muito minha criatividade! Tava vendo, faz mais dois anos que não escrevo algo novo, cheguei a excluir minha cria.

Não vale mesmo a pena excluir, é um registro público privado de quem fomos, e podemos comparar com quem somos e tal. Era tudo tão mais fácil quando minha grande tarefa do dia era escrever um texto ou poema ou uma frase, que seja, para o blog. Mas como você, também prefiro minha versão atual, mais polida e politizada hahaha

Até!!

Mariane Bach disse...

Eu fui para Curitiba.