31 de out de 2016

Quando o verde dos teus olhos se espalhar na plantação.



Inté mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
Depois eu disse, adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração

Nenhum comentário: