30 de dez de 2015

Cartiê Bressão - Liberté, egalité et brasilité


Pedro Garcia de Moura | Cartiê BressãoFacebook | Instagram | Site


"delivery d'amour" - Ônibus 432 (Praia de Botafogo), 2015 
"caleur humaine", Humaitá — 2015

"la danse de la séduction" — Copacabana, 2015

"les enfants qui prennent popsicle mangue", Bloco do Cordão Umbilical — 2012

22 de dez de 2015

A coisa mais essencial do espírito vivo de um homem é sua paixão pela aventura.


(Repostando)

"Tanta gente vive em circunstâncias infelizes e, contudo, não toma a iniciativa de mudar sua situação porque está condicionada a uma vida de segurança, conformismo e conservadorismo, tudo isso que parece paz de espírito, mas na realidade nada é mais maléfico para o espírito do homem que um futuro seguro. A coisa mais essencial do espírito vivo de um homem é sua paixão pela aventura. A alegria da vida vem de nossos encontros com novas experiências e, portanto, não há alegria maior que ter um horizonte sempre cambiante. (...) Só temos de ter a coragem de dar as costas para nosso estilo de vida habitual e nos comprometer com um modo de viver não convencional." 

 Carta de Chris McCandless a Ron, seu amigo de 81 anos.
Into the wild | Na natureza selvagem

Livros, passarinhos em xilogravura, flor e conchas da praia de Balneário Gaivota.

20 de dez de 2015

Felicidade é uma paleta de aquarelas de seis reais.

Olá!

Eu adoro desenhos feitos com aquarela e nanquim, mas eu não tinha minhas próprias aquarelas. Então, saí por Ijuí à procura de tintas, e a única coisa que encontrei foi um estojo de tintas aquarelas em pastilhas de uma marca diabo no valor de seis reais.  Materiais para desenho e pintura costumam ser caros (eu estava olhando sites para comprar e quase desisti do meu lado artístico). Aí, quando vi esse estojo tão barato não pensei duas vezes. Como eu nunca usei outra aquarela, nem consigo imaginar o quanto essa deve ser de péssima qualidade, mas para o momento me serve. Agora, nas férias, eu passo horas e horas desenhando, bem feliz.


Eu gosto muito de casas antigas e em Ijuí tem umas que são lindas. Gosto de caminhar pelas ruas e ficar admirando. Os desenhos abaixo são  inspirados em uma das casas da cidade. O primeiro é um rascunho feito só de nanquim, o segundo só com minhas novas aquarelas.




18 de dez de 2015

Grande Sertão: Veredas [ou "viver é negócio muito perigoso"]

Olá.
Comecei a ler "Grande Sertão: Veredas" de João Guimarães Rosa, porque há boatos de que iremos trabalhar com ele no próximo semestre, por isso já estou adiantando a possível leitura nas férias. A primeira impressão que tive do livro foi "oh shit! não acredito que vou ter que ler essa p*rra!", pois ele tem 624 páginas, sem divisão de capítulos, e é escrito em linguagem popular e regional, ou seja, metade das palavras eu não sei o que significa. Porém, passado o susto inicial, encontrei em "Grande Sertão: Veredas" um livro encantador, que talvez se torne um dos meus preferidos (talvez porque ainda estou nas cem primeiras páginas). Sabe... tem uns trechos que são de uma simplicidade e beleza que... sei lá... eu adoro.

“Eu quase que nada não sei. Mas desconfio de muita coisa.”  (p. 31)

“O senhor sabe: sertão é onde manda quem é forte, com as astúcias. Deus mesmo, quando vier, que venha armado!” (p. 35)

“Mas, passarinho de bilo no desvéu da madrugada, para toda tristeza que o pensamento da gente quer, ele repergunta e finge a resposta.” (p. 44)




2 de dez de 2015

A incapacidade de ser verdadeiro.


[Olá. Hoje, ao final da aula de Literatura Inglesa, fizemos uma espécie de café literário e uma colega leu este pequeno texto de Drummond, pelo qual me encantei.]


A incapacidade de ser verdadeiro

Paulo tinha fama de mentiroso. Um dia chegou em casa dizendo que vira no campo dois dragões da independência cuspindo fogo e lendo fotonovelas. A mãe botou-o de castigo, mas na semana seguinte ele veio contando que caíra no pátio da escola um pedaço de lua, todo cheio de buraquinhos, feito queijo, e ele provou e tinha gosto de queijo. Desta vez Paulo não só ficou sem sobremesa como foi proibido de jogar futebol durante quinze dias. Quando o menino voltou falando que todas as borboletas da Terra passaram pela chácara de Siá Elpídia e queriam formar um tapete voador para transportá-lo ao sétimo céu, a mãe decidiu levá-lo ao médico. Após o exame, o Dr. Epaminondas abanou a cabeça:

- Não há nada a fazer, Dona Coló. Este menino é mesmo um caso de poesia.

Carlos Drummond de Andrade

Arte


Find a beautiful piece of art. If you fall in love with Van Gogh or Matisse or John Oliver Killens, or if you fall love with the music of Coltrane, the music of Aretha Franklin, or the music of Chopin - find some beautiful art and admire it, and realize that that was created by human beings just like you, no more human, no less. 

- Maya Angelou



"Olho para o céu, tantas estrelas dizendo da imensidão, do universo em nós..."

Noite estrelada sobre o Ródano - Van Gogh