1 de abr de 2015

Poeminha Fulminante

Relampa?
Relampadeja?
Relampeja?
Relampagueia?
Relampeia?
Relampadeia?
E, enquanto a luz não esclarece as letras,
O raio que me parta
Chega.

(Ilka Brunhilde Laurito)

Nenhum comentário: