13 de mar de 2015

Um novo começo (de novo).

Eu quase excluí esse blog, mas desisti porque não consegui pensar em um nome legal o suficiente para dar a um novo. Então, resolvi tentar com esse mais uma vez, o que, com certeza, não dará certo. Claro que "Blog Imaginário" é um nome merda que se fosse de gente não estaria nas latinhas de Coca-cola, porém, eu já estou acostumada com ele e por isso a convivência torna-se mais fácil. 

Fiz pequenas mudanças no layout, como trocar o fundo e colocar uma foto minha com cara de cu, que é para ver se espanto de vez os leitores. Minhas habilidades de html não permitem fazer muito mais que isso.

Eu li em algum lugar que um bom blog delimita seus temas. Então, tentei subtitular o meu com "sobre música, arte e literatura". No entanto, percebi que música e literatura são formas de arte, e que isso não daria certo. Depois, minha mente brilhante pensou em "sobre um livro, um beijo ou um queijo", mas segundo terceiros (meu namorado) isso seria muito tosco. Sendo assim, o tema do meu blog será "sobre tudo que eu quiser".

Basicamente, nada mudou. Talvez a embalagem, mas nem isso. O que eu espero, agora, é conseguir escrever alguma coisa aqui, pois nos últimos 500 anos tenho apenas postado imagens, poemas e afins, sem comentar muito sobre eles.

Ah, eu não estou mais trabalhando. Ou seja, agora terei mais tempo para dedicar-me a essa inutilidade que é o blog. E talvez consiga, finalmente, pensar em uma nova legenda para o meu perfil (que foi escrita na época que eu lia Senhor dos Anéis e ouvia Led Zeppelin). Se eu fosse deixá-la no mesmo formato, apenas atualizando as informações, ficaria mais ou menos assim:

Ijuí-RS. Deixei as terras ermas de Crissiumal para viver na Unicasa, além dos cerros de Ijuí. Nos raros momentos em que não estou tirando barro dos sapatos, gosto de ouvir Damien Saez, comer lasanha da Sadia e olhar The Big Bang Theory. O resto é lenda.

Isso é tudo pessoal.

Um comentário:

Gugu Keller disse...

Sem o Imaginário? Inimaginável!
GK