23 de mar de 2014

O amor escorre pelos bueiros.


Abro o guarda-chuva mas a tempestade é dentro de mim.

Nenhum comentário: