30 de abr de 2013

O que quer que você possa fazer, ou sonha poder fazer, faça-o!

"No tocante a todos os atos de iniciativa e de criação, existe uma verdade fundamental cujo desconhecimento mata inúmeras ideias e planos esplêndidos: a de que, no momento em que nos comprometemos definitivamente , a Providência também se move. Para ajudar-nos , ocorre toda espécie de coisas que em outra situação não teriam ocorrido. Toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão, fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes, encontros e assistência material que nenhum homem sonharia pudessem vir ao seu encontro. O que quer que você possa fazer, ou sonha poder fazer, faça-o! Coragem contém genialidade, poder e magia."

Johann Wolfgang von Goethe

28 de abr de 2013

Cecília tomou um drinque junto com a comida e explicou tudo sobre o seu vegetarianismo.

"Paramos pra comprar bebidas, gelo e cigarros, e voltamos pro apartamento. Aquele único drinque deixou Cecília zonza e tagarela, e ela nos explicou que os animais têm alma também. Ninguém contestou suas opiniões. A gente sabia que era possível. O que a gente não tinha certeza é se nós tínhamos uma."

Mulheres. Charles Bukowski. Editora Brasiliense. 1978. Página 171.

Chinaski

"Eu estava ancorado no nada, uma espécie de não-ser. E aceitava isso. Eu estava longe de ser uma pessoa interessante. Não queria ser uma pessoa interessante; dava muito trabalho. Eu queria mesmo era um espaço sossegado e obscuro pra viver a minha solidão."

Mulheres. Charles Bukowski. Editora Brasiliense. 1978. Página 101.

26 de abr de 2013

Poesia

Gastei uma hora pensando em um verso
que a pena não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira.

(Carlos Drummond de Andrade)

23 de abr de 2013

O Sentimento do Mundo

Tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo,
mas estou cheio de escravos,
minhas lembranças escorrem e o corpo transige
na confluência do amor.
Quando me levantar, o céu estará morto e saqueado,
eu mesmo estarei morto, morto meu desejo, morto
o pântano sem acordes.
Os camaradas não disseram que havia uma guerra
e era necessário trazer fogo e alimento.
Sinto-me disperso, anterior a fronteiras,
humildemente vos peço que me perdoeis.
Quando os corpos passarem, eu ficarei sozinho
desafiando a recordação do sineiro,
da viúva e do microscopista que habitavam a barraca
e não foram encontrados ao amanhecer
esse amanhecer mais que a noite.

(Carlos Drummond de Andrade)

18 de abr de 2013

Mãos Dadas

Não serei o poeta de um mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
Entre eles, considere a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos.
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.
Não serei o cantor de uma mulher, de uma história.
não direi suspiros ao anoitecer, a paisagem vista na janela.
não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida.
não fugirei para ilhas nem serei raptado por serafins.
O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes, a vida presente.

(Carlos Drummond de Andrade)

17 de abr de 2013

Não Passou

Passou?
Minúsculas eternidades deglutidas por mínimos relógios
ressoam na mente cavernosa.
Não, ninguém morreu, ninguém foi infeliz.
A mão - a tua mão, nossas mãos -
rugosas, têm o antigo calor
de quando éramos vivos. Éramos?
Hoje somos mais vivos do que nunca.
Mentira, estarmos sós.
Nada, que eu sinta, passa realmente.
É tudo ilusão de ter passado. 

(Carlos Drummond de Andrade)

13 de abr de 2013

Celebração da Coragem

A direita mesquinha e a esquerda puritana dedicam boa parte de seus fervores discutindo se Salvador Allende suicidou-se ou não. Allende tinha anunciado que não sairia vivo do palácio presidencial. Na América Latina, é tradição: todos dizem a mesma coisa. Depois, na ora do Golpe de Estado, correm para o primeiro avião.

Tinham se passado muitas horas de bombas e fogo e Allende continuava combatendo entre os escombros. Então chamou seus colaboradores mais íntimos , que resistiam com ele, e disse:

- Desçam, que eu já vou.

Eles acreditaram e  foram embora, e Allende ficou sozinho no palácio em chamas. Que importa de quem foi o dedo que disparou a bala final?

O Livros dos Abraços. Eduardo Galeano. Ed. L&PM, 2005. Página 260.

L'amour, le sexe.

O amor é sexualmente transmissível.

Trecho do livro Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios, de Marçal Aquino.

pero existe controversia. ]

(Desejo ler este livro, mas ainda não tive oportunidade de tê-lo em mãos. Há um filme brasileiro homônimo, protagonizado por Camila Pitanga e não sei mais quem. Parece bom.)

A Televisão

A televisão mostra o que acontece?
Em nossos países a televisão mostra o que ela quer que aconteça; e nada acontece se a televisão não mostrar. A televisão, essa última luz que te salva da solidão e da noite, é a realidade. Porque a vida é um espetáculo: para os que se comportam bem, o sistema promete uma boa poltrona.

O Livros dos Abraços. Eduardo Galeano. Ed. L&PM, 2005. Página 149.

11 de abr de 2013

As Histórias de IVO SÓ

Olá pessoas! Comecei uma nova série de desenhos  - AS HISTÓRIAS DE IVO SÓ. A minha ideia original era um pouco diferente, mas no fim o resultado foi esse. Passei a tarde de ontem e hoje desenhando. Os desenhos foram feitos com aquarela, lápis-de-cor, nanquim, pensamentos, música e não muita paciência. Comentem!

PS: Se vocês prestarem atenção, vão perceber como são seres humanos privilegiados, pois são os únicos que podem ver um desenho que veio diretamente do futuro para a tela de seus computadores... É que eu, sem querer, coloquei no desenho a data de amanhã, e não a de hoje. Rá!

Este é Ivo. E é o seu sobrenome.


Apenas por curiosidade: 

Grand Canyon é um vale moldado pelo rio Colorado durante milhares de anos. Encontra-se no território dos Estados Unidos e chega a medir entre 6 e 29 km de largura e atinge profundidades de 1600 metros.

O Itaimbezinho é o maior cânion do Brasil. Localizado no Rio Grande do Sul, impressiona pelos seus 5.800 metros de extensão e pela verticalidade dos seus paredões de pedra. 

Lua é o único satélite natural da Terra, situando-se a uma distância de cerca de 384.405 km do nosso planeta.

Fossa das Marianas é o local mais profundo dos oceanos, atingindo uma profundidade de 11.034 metros . Localiza-se no Oceano Pacífico.








Músicas da Semana

Olá! Faz séculos que eu não publico as minhas "músicas da semana", sendo que antigamente fazia isso sempre. Então, só para relembrar os velhos tempos, seguem as músicas que mais ouvi na última semana:

1 - Video Games - Lana del Rey
2 - Eye in the Sky - The Alan Parsons Project
3 - Arising Thunder - Angra
4 - Pela Luz dos Olhos Teus - Tom Jobim
5 - September Sun - Type O Negative

7 de abr de 2013

Os Ninguéns

As pulgas sonham com comprar um cão, e os ninguéns com deixar a pobreza, que em algum dia mágico a sorte chova de repente, que chova a boa sorte a cântaros; mas a boa sorte não chove ontem, nem hoje, nem amanhã, nem nunca, nem uma chuvinha cai do céu da boa sorte, por mais que os ninguéns a chamam e mesmo que a mão esquerda coce, ou se levantem com o pé direito, ou comecem o ano mudando de vassoura.
Os ninguéns: os filhos de ninguém, os donos de nada.
Os ninguéns: os nenhuns, correndo soltos, morrendo a vida, fodidos e mal pagos:
Que não são, embora sejam.
Que não falam idiomas, falam dialetos.
Que não praticam religiões, praticam superstições.
Que não fazem arte, fazem artesanato.
Que não são seres humanos, são recursos humanos.
Que não têm, cultura, e sim folclore.
Que não têm cara, têm braços.
Que não têm nome, têm número.
Que não aparecem na história universal, aparecem nas páginas policiais da imprensa local.
Os ninguéns, que custam menos do que a bala que os mata.

 O Livros dos Abraços. Eduardo Galeano. Ed. L&PM, 2005. Página 71.

2 de abr de 2013

Qual é o tipo de espaço que separa o homem de seus semelhantes?


Às vezes eu sentia que qualquer objeto natural podia oferecer a mais suave e meiga, a mais inocente e animadora companhia, mesmo ao misantropo pobre e ao mais melancólico dos homens. Não há como existir nenhuma negra melancolia para quem vive entre a Natureza e tem serenidade dos sentidos. Jamais existiu temporal algum que não fosse uma música eólica a ouvidos sadios e inocentes. Nada consegue impelir honestamente um homem simples e bravo a uma tristeza vulgar. Enquanto desfruto a amizade das estações, sinto que nada conseguirá fazer da vida um fardo para mim. (...) Muitas vezes me dizem: "Imagino que você se sentia solitário lá embaixo, e queria estar mais perto das pessoas, principalmente nos dias e noites de chuva e neve". Fico com vontade de responder: Esta terra inteira que habitamos é apenas um ponto no espaço. A que distância você acha que moram os dois habitantes mais afastados daquela estrela acolá, cujo diâmetro nossos instrumentos não conseguem calcular? Por que eu me sentiria sozinho? Nosso planeta não fica na Via Láctea? O que você está me colocando não me parece a questão mais importante. Qual é o tipo de espaço que separa o homem de seus semelhantes e o torna solitário? Descobri que nem o maior esforço das pernas consegue aproximar dois espíritos.

Henry David Thoreau (1817-1862) em Walden ou A Vida Nos Bosques