24 de dez de 2012

All you need is a book.

Há muito, muito tempo, em um reino distante, quando eu ainda costumava vagar pelas terras do facebook, lembro-me de ter visto a seguinte imagem publicada no mural de alguém:


Como eu sou uma romântica incurável (bem, talvez nem tanto assim), continuo sendo adepta do bom e velho all you need is love, mas não posso negar a fascinação que tenho pela leitura e, na falta de love, que tal ler um livro? Mais do que apenas um modo de passar o tempo, a leitura proporciona conhecimento, estimula a auto-reflexão e se torna combustível inesgotável para a imaginação. Ler permite uma maior compreensão a cerca do mundo e das pessoas, de modo que, ao mesmo tempo em que viajamos pelo planeta, exploramos nosso universo interior. 

Quanto mais cedo se estimular uma criança à leitura, mais chances ela tem de se tornar um adulto que lê. Quando era pequena, lembro que ia até a biblioteca pública e pegava até doze livros de uma vez, que lia em um ou dois dias. Gostava de poesia e da  coleção Ritinha Danadinha, do Pedro Bandeira. 

Nos últimos tempos, tenho lido bastante (uma média de 2 livros por semana). As férias da universidade colaboraram muito com isso (ao mesmo tempo que não, pois deixo de ter acesso à biblioteca), excluir o facebook também e, além disso, a busca pelo conhecimento, o tédio e um pouco de solidão também ajudaram para o desenvolvimento deste hábito.


 "A literatura junta a solidão de quem escreve com a solidão de quem lê."
-Humberto Gessinger


Essa semana terminei de ler Na Natureza Selvagem. Ótimo livro! Li ouvindo Eddie Vedder, o que tornou a leitura melhor ainda! Agora estou numa onda de querer ler tudo o que o Christopher McCandless leu. Os livros, de certa forma, influenciaram na definição de sua moral. Autores como Jack London, Thoreau, Tolstói e Pasternak estavam na sua estante.

Hoje terminei de ler A Morte de Ivan Ilitch, do Tolstói, e fiz uma coisa que nunca havia feito: saí de casa e fui ler na praça. Achei uma experiência bastante agradável, pois podia ouvir os pássaros e as cigarras, sentir o vento, e não havia ninguém para me interromper. 

Mantenho um perfil na rede social Skoob, um site voltado para a leitura. Por  ele eu controlo os livros que já li e que vou ler, e faço listas dos que desejo ganhar/comprar, dos que tenho em casa, etc. 

Compro livros na livraria da Unijuí, no Submarino e no sebo Estante Virtual.

Um pouco da minha lista do Skoob:

Livros Favoritos:

Do Amor e Outros Demônios - Gabriel Garcia Márquez
Felicidade Conjugal - Tolstói
Os Sofrimentos do Jovem Werther - Goethe
On The Road - Jack Kerouac
Na Natureza Selvagem - Jon krakauer
O Senhor do Anéis - Tolkien
O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry

Livros Desejados:

Walden ou A Vida nos Bosques - Thoreau
Doutor Jivago - Boris Pasternak
1984 - George Orwell
Cem Anos de Solidão - Gabriel Garcia Márquez
Não Há Silêncio Que Não Termine - Ingrid Betancourt
Trilogia U.S.A. - John dos Passos
Retrato do Amor Quando Jovem - Dante, Shakespeare, Sheridan, Goethe
Os Anos de Aprendizado de Wilhelm Meister - Goethe
O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder 
• Todos do  Gabriel Garcia Márquez

Próximas Leituras:

Fundamentos de Nutrição no Esporte e no Exercício - Marie Dunford
A Cura de Schopenhauer - Irvin D. Yalom
A Desobediência Civil - Thoreau
As Veias Abertas da América Latina - Eduardo Galeano
Filosofando - Introdução à Filosofia - Maria Martins e Maria Aranha
A Erva do Diabo - Os Ensinamentos de Dom Juan - Carlos Castaneda
O Apanhador no Campo de Centeio - Salinger
Por Quem os Sinos Dobram - Hemingway
Um Copo de Cólera - Raduan Nassar
Só as Mulheres e as Baratas Sobreviverão - Claudia Tajes
O Livro de Ouro da Mitologia - Thomas Bulfinch
• Vários do Gabriel Garcia Márquez

4 comentários:

Gabriel Kryszczun disse...

o mundo de Sofia é excelente! quando tiver tempo irei ler novamente. Recomendo qualquer um do
Neil Gaiman ^^
"Coisas frágeis" dele será minha próxima leitura!

Gugu Keller disse...

Que tal "All you need is love and books!"?
GK

Isak de Castro disse...

Meu sofrimento por não ter na infância estímulos para literatura é gigantesco, mas me adapto com o passar dos dias, do tempo, dos anos. Estou descobrindo Graciliano, comecei por Angustia, recomendo.

Mariane Bach disse...

É, acho que "All you need is love and books" é a melhor versão! :)