19 de ago de 2012

Mais um de Bertold Brecht.


Intertexto

Primeiro levaram os negros 
Mas não me importei com isso 
Eu não era negro

Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário

Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável

Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei

Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.

Um comentário:

Andre Filipe Salesbram disse...

Belo poema! Reflete a forma como agimos há séculos e agiremos por outros séculos. Como disse Hobbes: "O homem é o lobo do homem" e se era assim há tempos, continuará por mais um bom tempo. Isso é triste, mas é real.