30 de jun de 2012

Pseudo-pseudo-tristeza

Vou da alegria à tristeza em um piscar de olhos bebo o café como todos os amendoins e de repente percebo que estou assistindo à novela e pior estou gostando oh my God eu preciso de ajuda alguém sabe se realmente vai crase o que aconteceu com os sinais de pontuação eles sumiram me ajudem a encontrá-los é cada vez mais eu tenho certeza de que sou louca ou não porque ouvi dizer que os loucos são felizes.
:(:
Creio que seja apenas solidão de um sábado à noite.

27 de jun de 2012

Rock do Sul: Bidê ou Balde

Olá meus queridos! Eu acho que está faltando música nesse blog, então, vou começar a falar de algumas bandas que gosto, mas não quaisquer bandas...bandas gaúchas! Yeah! Eu acho que aqui no Rio Grande tem  umas músicas bem legais, que talvez vocês não conheçam, porque não são tão famosas em cenário nacional, mas o pessoal daqui ouve bastante (ou não). Para começar essa série de postagens, vou falar da banda que eu mais tenho escutado em 2012: Bidê ou Balde.


"Sim, as canções falam comigo. São o meu melhor amigo. Dizem tudo que eu preciso entender e um pouco mais. Mas não basta ter sentido, é preciso dar ouvidos ao que elas tem pra falar. E eu quero que as canções modernas sejam sempre cheias das palavras certas. E o resto é bem mais que o resto. Quando tudo importa, nem tudo é preza! E eu quero que as canções modernas, se tornem antigas, no momento certo. E o resto. pode ser o resto, se nem tudo importa, quando tudo é preza!" Tudo É Preza - Bidê ou Balde


Bidê ou Balde é uma banda de rock brasileira formada em 1998 na cidade de Porto Alegre no Rio Grande do Sul.O nome da banda não tem qualquer significado. Muitos perguntam de onde veio esse nome, mas a banda, a cada vez que é perguntada, mente uma nova resposta.
O grupo é composto por Carlinhos Carneiro (vocal), Vivi Peçaibes (vocal/teclado), Leandro Sá (guitarra) e Rodrigo Pilla (guitarra), além dos músicos convidados: Marcos Rübenich (bateria) e Lucas Juswiak (baixo). Outros ex-membros incluem Katia Aguiar (vocal/teclado), André Surkamp (baixo), Pedro Hahn (bateria), Rafael Rossatto (guitarra), Sandro Caveira (bateria) e Gisele Figueredo (vocal).


Discografia
Discografia (download): 

OBS: A senha para descompactar os álbuns é hmc


Créditos ao site Heavy Metal Center, foi lá que encontrei a discografia para download.


A música mais famosa deles é Melissa, seguida, provavelmente, por Microondas e E Por Que Não?. Essas todo mundo conhece e sabe cantar! (ou não, generalizar não é legal né? eu não gosto, rsrs.) Eu também adoro elas, mas não são as minhas preferidas. Já vou emendar nessa postagem um top 5 das minhas músicas preferidas do Bidê ou Balde (atualmente, porque gostos mudam com o tempo):

Top 5 - Bidê ou Balde


Outras que também gosto bastante:

DulciBroméliasMe Deixa Desafinar, HojeGerson(Não Existe Lugar) Mais Longe que o Japão(Eu Te Amo) LucindaBack to QuinzeÉ Preciso Dar Vazão aos SentimentosCores BonitasSoninho.


Para terminar a postagem, fiquem com dois vídeos, o primeiro da música É Preciso Dar Vazão aos Sentimentos, o segundo da polêmica música E Por Que Não? (uns dizem que é apenas uma bela música para uma filha, outros afirmam que a letra fala de pedofilia).

"Então você já soube das fofocas, mas quem lê Caras não vê coração..." É Preciso Dar Vazão aos Sentimentos.



"E por quê não? Teu sangue é igual ao meu. Teu nome fui eu quem deu. Te conheço desde que nasceu. E por quê não?" E Por Que Não?



Eu acho que Bidê ou Balde tornou-se a minha banda nacional preferida. Eu quero muito ir em show deles um dia. Espero que vocês tenham gostado! Adoraria receber opiniões! Eu acho a Bidê ou Balde uma banda com um som bem diferente, divertido. Mas não sei se agrada a todos. Beijos, até mais! :)

Links: Bidê ou Balde no Facebook / Site Bidê Ou Balde

25 de jun de 2012

Ale_gria

Só preciso de você e de algumas bergamotas.

Imaginário

Olá seres humanos! Eu mudei a imagem do cabeçalho do blog e, aproveitando o espírito da coisa, venho mostrar a vocês os quatro layouts que o Blog Imaginário já teve. Espero que tenham gostado! Beijos, até mais.

I

II

III

IV

24 de jun de 2012

Goethe III


Os Sofrimentos do Jovem Werther
 Johann Wolfgang Goethe

- 03 de setembro -


"Às vezes não posso compreender como um outro pode amá-la, permite-se amá-la, ousa amá-la, quando eu a amo de maneira única, tão profunda, tão plena: quando nada conheço, nada sei, nada tenho senão a ela!"

22 de jun de 2012

Queen of Metal

Simone Simons {Epica}


#Mari Saludable, ¿dónde estás?

Fui vencida.

Parei de ir caminhar. Está frio demais, chove demais. Mas isso são só desculpas e...

Quem quer encontra um meio.
Quem não quer inventa desculpas.

Quem disse que seria uma coisa momentânea estava certo. O entusiasmo passou. A preguiça me consumiu.
Entretanto, pretendo voltar a caminhar na primavera. E a minha alimentação continua melhorando consideravelmente. 

Conclusões:

• Me sentia muito melhor quando acordava cedo e ia caminhar. Meu dia era mais proveitoso e eu me sentia mais disposta.
• Não é nada fácil manter-se na linha, principalmente no que diz respeito aos hábitos alimentares. Por exemplo, é difícil evitar de beber refrigerante quando a maioria das pessoas ao seu redor fica te oferecendo o tempo todo. Passei a admirar as pessoas que conseguem seguir uma dieta, não é fácil.
• Não devemos dizer que não gostamos de uma comida sem nunca ter experimentado. Devemos provar coisas novas!
• Essa foi a primeira tentativa. Novas virão, com certeza.

21 de jun de 2012

Goethe II

Os Sofrimentos do Jovem Werther
 Johann Wolfgang Goethe

- 16 de março -

"Fala-se de uma pobre raça de cavalos que, quando estão afogueados e cansados, abrem eles mesmos, por instinto, uma veia com os dentes para facilitar a respiração. É o que acontece comigo tantas vezes... Queria abrir-me uma veia que me alcançasse a liberdade eterna."

20 de jun de 2012

Desafio Musical - 05

  #5 - A música que você mais ouve atualmente.                                                       


Undisclosed Desires - Muse


"Você pode ser uma pecadora, mas sua inocência é minha." ♪

17 de jun de 2012

Eu conhecia todas as regras, mas as regras não me conheciam.



Guaranteed - Eddie Vedder (álbum: Into the Wild)

De joelhos não é maneira de ser livre
Levantando um copo vazio, pergunto silenciosamente
Todos meus destinos aceitarão aquele que sou eu
Então eu posso respirar ...

Círculos que crescem e engolem pessoas completamente
Metade de suas vidas, dizem boa noite para esposas que nunca conhecerão
Uma mente cheia de perguntas, e um professor em minha alma
E por aí vai...

Não se aproxime ou terei que ir
Tal como a gravidade, são esses lugares que me puxam
Se alguma vez houve alguém para me manter em casa
Seria você...

Todos que encontro, em gaiolas que compraram
Eles pensam sobre mim e minha vida errante, mas eu sou o que eles nunca pensaram
Eu tenho a minha indignação, mas sou puro em todos os meus pensamentos.
Eu estou vivo...

Vento em meus cabelos, me sinto parte de todos os lugares
Sob meu ser, está uma estrada que desapareceu
Tarde da noite eu ouço as árvores, elas estão cantando com os mortos
No céu..

Deixe comigo que eu encontro um jeito de ser
Considere-me um satélite, sempre orbitando
Eu conhecia todas as regras, mas as regras não me conheciam
Com certeza.

15 de jun de 2012

Amor! Ah, o amor!

Ela não entendia as músicas, as novelas, os livros. O que era realmente aquela coisa sobre o que todos falavam? O amor. Óh, o amor! O que é o amor? Ela perguntava-se! Ela não compreendia!

Foi então que ela viu ele. Era tímido, estava sossegado no seu canto. Não gostava de chamar a atenção, como os outros. Era simples, nada de extraordinário em sua aparência. Mas por dentro, era cheio de uma complexidade surpreendente! Era como se, ao lado dele, cada momento fosse uma nova descoberta! Ele lhe proporcionava um novo significado para sua vida! E tudo aquilo que ela, em vão, procurava nos outros, estava ali, nele. Daquele dia em diante, ela nunca mais quis se separar dele. Pois ele lhe mostrou o que é o amor.

Amor: Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem. Sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro, ou a uma coisa. Inclinação ditada por laços de família. Inclinação sexual forte por outra pessoa. Afeição, amizade, simpatia. O objeto do amor.

O nome dele era Aurélio. O melhor dicionário que ela já viu.


(Hoje estou inspirada e com um senso de humor peculiar.
Peculiar: Que é atributo particular de uma pessoa ou coisa.)

A felicidade está nas fotos desfocadas.

Correr. Pular. Natureza.

Cor. Praça. Fim de tarde.

Bicicleta. Tênis sujo.

Amigas. Inverno. Saudade.

Pescar. Correr. Ponte.

Cachorro. Rio. Mato.

Ônibus. Amigos. Rock.

Goethe

Os Sofrimentos do Jovem Werther
 Johann Wolfgang Goethe

- 22  de maio -

Que a vida humana é apenas um sonho outros já disseram, mas também a mim esta ideia persegue por toda parte. Quando penso nos limites que circunscrevem as ativas e investigativas faculdades humanas; quando vejo que esgotamos todas as nossas forças em satisfazer nossas necessidades, que apenas tendem a prolongar uma existência miserável; quando constato que a tranquilidade a respeito de certas questões não passa de uma resignação sonhadora, como se a gente tivesse pintado as paredes entre as quais jazemos presos com feições coloridas e perspectivas risonhas - tudo isso, Guilherme, me deixa mudo. Meto-me dentro de mim mesmo e acho aí um mundo! Mas antes em pressentimentos e obscuros desejos que em realidade e ações vivas. E então tudo paira a minha volta, sorrio e sigo a sonhar, penetrando adiante no universo.
Que as crianças não sabem o porquê de desejarem algo, todos os pedagogos estão de acordo. Mas que também homens feitos se arrastem como crianças, titubeando sobre a face da terra, e, exatamente como elas, não saibam de onde vêm e para onde vão, até mesmo que não têm um fim determinado para as suas ações, igualmente governados por biscoitos, balas e chibatas, ninguém faz gosto em acreditar. Quanto a mim, parece-me que não há realidade mais palpável do que essa.
Concordo de boa vontade, até porque sei o que vais me dizer a respeito disso, que são exatamente essas as pessoas mais felizes. Essas mesmas que, como crianças, vivem o dia-a-dia sem pensar no futuro, arrastam suas bonecas por aí, vestem-nas, despem-nas, e volteiam cheias de respeito diante da gaveta onde mamãe chaveia os bombons, e quando logram êxito, enfim, fazendo com que ela os dê, devoram-nos estufando a boca e gritando: Mais!...Sim, estas é que são criaturas felizes! A coisa também vai bem para aqueles que dão um título imponente para seus trabalhos vagabundos, ou até para os seus sofrimentos, e os descrevem como obras gigantescas feitas em prol da salvação e da prosperidade do gênero humano...Feliz daquele que consegue proceder assim! Mas aquele que reconhece em sua humildade onde tudo isso vai parar, quem vê quão gentil é o burguês ao ornamentar seu jardinzinho e elevá-lo a categoria de paraíso; quem tem noção de como o infeliz se arrasta infatigável pelo caminho, sob seu fardo, interessado apenas em contemplar por um minuto a mais a luz do sol - este, asseguro, também é tranquilo e, ao construir um mundo dentro de si, é feliz do mesmo jeito por ser humano. E então, por mais limitado que esteja em seus movimentos, ele mantém no coração a doce sensação de liberdade, sabendo que poderá deixar o seu cárcere quando quiser.

12 de jun de 2012

Feliz Dia dos Namorados!

Feliz Dia dos Namorados! Para os que namoram e para os solteiros também! 
Hoje é apenas mais um dia e o importante é ser feliz! :)

Woodstock 1969 
Vocês, provavelmente, já viram essa foto. Ela foi tirada em 1969, no festival de Woodstock. Sabiam que esse casal está junto até hoje? Eles se conheceram naquele dia e nunca mais se separaram! Achei tão romântico!

Bobby e Nick: o sonho não acabou.

Desafio Musical - 04

#4 - Uma música que eu nunca vou enjoar.


Stairway to Heaven - Led Zeppelin



10 de jun de 2012

DIY: Lata Campbell's Soup

Olá! Hoje vou mostrar as latas de batata Pringles Jacker que eu reaproveitei para decorar o meu quarto. Essas latinhas são ótimas para customizar! Revesti uma com historinha em quadrinho do Zagor e a outra com um rótulo da sopa Campbell. Eu vou pintar o meu quarto de branco, vermelho e preto e, por isso, estou à procura de objetos com essas mesmas cores. Foi aí que tive a ideia de fazer essas latas. Espero que gostem! :)

Caso alguém se interesse, eu disponibilizei no 4Shared, a imagem do rótulo que fiz, é só clicar aqui e fazer o download (arquivo na forma de documento do Word). 

As latinhas  originais de batata Jacker, que a Carol trouxe do Paraguai pra mim,
porque aqui na minha cidade não tem pra vender.

Uma eu já  revesti com quadrinhos, a outra eu cortei um bom pedaço. 

Depois eu medi a altura da latinha (12,3 cm) e fiz no photoshop um rótulo com o tamanho
ideal, imitando o rótulo da Campbell's Soup. Então foi só imprimir, recortar e colar.

E a minha latinha ficou assim! Eu gostei muito! Até queria fazer mais,
 mas estou sem material...E estou começando a ter mais latas
do que coisas para guardar dentro delas, haha. 

Eu já encapei várias coisas com as páginas dos quadrinhos do Zagor: latas,
porta-retrato, porta-caneta, potes...

Pop Art :)

Olá pessoas! Eu estava com duas latas de batata frita aqui em casa e queria utilizá-las de alguma forma. Foi aí que eu tive a ideia de revestí-las, uma com historinha em quadrinho, a outra eu pensei em fazer igual as latas de  Campbell's Soup. Daí, depois que eu fiz as latas, saí contando pra todo mundo a minha ideia de reproduzir uma Campbell's Soup e ninguém sabia  do que se tratava. E eu dizia: Campbells Soup! Tomate!? Pop Art? Marilyn Monroe colorida! E nada de saberem do que estava falando. É por isso que hoje, antes de mostrar as minhas latinhas customizadas, vou falar um pouco de Pop Art.

Pop Art

Pop Art foi um movimento artístico surgido no final da década de 1950 no Reino Unido e nos Estados Unidos. Sua denominação foi empregada pela primeira vez em 1954, pelo crítico inglês Lawrence Alloway, para designar os produtos da cultura popular da civilização ocidental, sobretudo os que eram provenientes dos Estados Unidos.
Com raízes no dadaísmo de Marcel Duchamp, o pop art começou a tomar forma no final da década de 1950, quando alguns artistas, após estudar os símbolos e produtos do mundo da propaganda nos Estados Unidos, passaram a transformá-los em tema de suas obras.
Representavam, assim, os componentes mais ostensivos da cultura popular, de poderosa influência na vida cotidiana na segunda metade do século XX. Era a volta a uma arte figurativa, em oposição ao expressionismo abstrato que dominava a cena estética desde o final da segunda guerra. Sua iconografia era a da televisão, da fotografia, dos quadrinhos, do cinema e da publicidade.

Entre os principais artistas desse movimento destaca-se Andy Warhol, que é quem nos interessa nessa postagem.



Andy Warhol (1927-1987) foi a figura mais conhecida e mais controvertida do pop art. Warhol mostrou sua concepção da produção mecânica da imagem em substituição ao trabalho manual numa série de retratos de ídolos da música popular e do cinema, como Elvis Presley e Marilyn Monroe. Warhol entendia as personalidades públicas como figuras impessoais e vazias, apesar da ascensão social e da celebridade. Da mesma forma, e usando sobretudo a técnica de serigrafia, destacou a impessoalidade do objeto produzido em massa para o consumo, como garrafas de Coca-Cola, as latas de sopa Campbell, automóveis, crucifixos e dinheiro. Produziu filmes e discos de um grupo musical, incentivou o trabalho de outros artistas e uma revista mensal. 

Banana

Coca-Cola

Marilyn Monroe

Campbell's Soup

Mais Campbell's Soup!

Pilares de latas Campbell no edifício da Academia Real Escocesa, Edimburgo.