15 de nov de 2011

A canção que não foi escrita.

Eu não sou Julia, a criança do oceano, areia sonolenta, nuvem silenciosa.
Não sou a adorável Rita, policial feminina.
Não sou Martha, nem a inspiração de algúem.
Não sou Lucy, não estou no céu e nem tenho diamantes.

- Triste conclusão a qual eu cheguei agora:
Os Beatles não fizeram uma canção com meu nome.

Bruno e Marrone fizeram. ¬¬


O problema,
não foi o nome que faltou na canção.
Foi a canção que faltou. A nossa canção.
Escreva-a comigo. Letra por letra.

Vivamos intensamente,
de modo que nossas ações virem palavras que
quando ditas em silêncio,
tornem-se a mais bela canção de amor.


Eu estava tentando escrever algo, quando meu pai senta do meu lado, olha para a tela e diz: "-Jogo do bicho." E eu? Bem...Eu odeio isso.
Sem querer, eu quase terminei a frase assim:
"palavras que quando ditas em silêncio tornem-se jogo-do-bicho."

Ouçam a canção de Yamandú Costa chamada Mariana. É instrumental, linda.

E assim, esse post vai enfraquecendo...
Até desaparecer.
As vezes é preciso enxergar com o coração, aquilo que os olhos não conseguem ver.
I really like you.
- Beijos, Mari :)

Um comentário:

Gabriel disse...

essas mensagens subliminares!aushaushuahshas
;D